quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Noema da Cinderela-Arara que busca por Michael

"Neverland
recebeu uma visita inesperada"

"Eu"

Era uma vez...
...Uma Arara Encantada de um Rio do Brazil:

"Meus olhos tão curtos,
meu bico colorido,
e minha pele enrugada

"Eu vinha de um outro tempo,
amaldiçoada pelos prazeres que ouvi numa canção,
tocada num velho piano destroçado..."

"...num barco..."

"...destinado aos States..."

"Qual é a macaca que iria timbrar aquele piano naquele ritmo petrificante?"

- É ela, a Micaela Jackson!

"Me poupe!"

"Qual o pé de sereia daria um timbre todo especial pr´aquelas teclas?"

- É ela a Lady Valéria!

"Num brinca!"

"Demais pra mim, eu pensei,
tsc tsc tsc,
hmmm, deboxada,
desmiolada!"

"Agora, desenhando um noema desendereçado,
ou seja,
sem remetente ou destinatário,
estava eu aqui de penas pro ar.
Toda colorida,
esperando por Michael."

"Ahhhh, nada dele..."

"Onde será que ele se escondeu?"

"O céu tremeu,

eu bati umas asas
levantei pó no Saloon"

"E meu tempo passando...
ainda nada de MJ"

"Jamais irei reencontrar um lugar tão belo...
...ou irei?"

"De repente
minha pele e minhas penas saem de mim!
Se transformam em cabedais dos Jackson 5!"

"Meu cabelo está de volta,
estou voltando a mim, à pele humana...
na minha velha cama"

"Tão longe de lá...
da terra do nunca"


3 comentários:

Tavares disse...

delírios de fauna e flora...
uma pele bem habitada

london eye disse...

to see a world in a grain of sand
and a heaven in a wild flower
hold infinity in the palm of your hand
and eternity in an hour.

(William Blake)

Jorge Ramiro disse...

Quero parabenizá-lo. Poesia é alimento para a alma. Esta é a parte que eu gosto.

"Meu cabelo está de volta,
estou voltando a mim, à pele humana...
na minha velha cama

Parece bom para fazer um poema sobre o significado do cabelos coloridos eo problema da alma da mulher com seu corpo e imagem.